6 Passos Simples Para Calcular a Quantidade Ideal de Placas Fotovoltaica para Sua Casa

6 Passos Simples Para Calcular a Quantidade Ideal de Placas Fotovoltaica para Sua Casa

Você sabe quantas placas Fotovoltaica são necessárias para suprir a energia consumida na sua casa ou empresa? Se a respostar for Não, então aprenda agora como dimensionar o tamanho ideal do seu sistema FV e a quantidade necessária de módulos para a sua casa ou empresa com apenas 6 Passos, através de um método bem simples e bastante preciso.

Antes de começar, é importante  dizer que esse método não é utilizado para dimensionamento dos projetos por se tratar de um "Método Global", apesar de bem preciso.

O que eu quero dizer é o seguinte: esse método te dará uma noção muito próxima da realidade, porém na hora do vamos ver é preciso levar em consideração todos os demais requisitos que envolvem o Sistema de Geração Solar Fotovoltaico citados acima.

Então vamos para o primeiro passo.

1° Passo – Análise da Conta

Calcular média de consumo dos últimos 12 meses.

 

2° Passo – Consumo Diário KWh/dia

Calcular a Energia Consumida por Dia.

Ou seja, divida o valor médio mensal encontrado por 30 (dias). Simples Assim.

 

3° Passo – Horas de Sol Pico (HSP)

Precisamos descobrir agora a quantidade de horas de sol disponível na sua cidade:
 

Para isso:

>Acesse o link: https://maps.nrel.gov/swera/

>Na coluna do lado esquerdo da tela, clique em “Global Horizontal Irradiance”

>Em seguida, marque a caixa ”GHI INPE High Resolution”  

>Do lado direito da tela no ultimo botão do lado direito (ao lado da lupa)e em seguida digite sua cidade;

 

 

Voltando para o lado esquerdo da tela, clique na aba “ Legend” e diminua a transparecia para facilitar a visualização no mapa;

Clique no mapa. Uma janela se abrirá e você verá as horas de sol da sua cidade;

 

 

Nota: Adote a média anual (Annual Avg GHI) para dar continuidade nos cálculos.

4° Passo - Potência do Sistema (Psist)

Agora que já sabemos quantas horas de sol está disponível para a nossa cidade, já é possível saber qual a potencia do sistema que vamos utilizar:

 

5° Passo  - Dimensionando o Inversor

Não podemos nos esquecer de considerar as perdas do sistema na hora de dimensionar o inversor:

Portanto, vamos considerar as perdas globais de 28%. Ou Seja, 72% de eficiência.

 

 

6° Passo – Número de Placas (Np)

E finalmente vamos saber o número de placas que precisamos.

 

 

As placas Fotovoltaica (FV) utilizadas nesse projeto foram de 260W. E o número total de placas FV foram 8.

 

Bonus: Prova Real

Para ter certeza que o número de placas é suficiente é só multiplicarmos tudo, fazendo o caminho contrário.

 

 

Temos então que, 8 placas FV de 260W em Fernandópolis-SP será capaz de gerar em média 247KW/mês, frente ao consumo médio de 255KWh/mês.

Isso significa que o sistema atenderá a demanda energética mensal do cliente.

Neste exemplo que acabamos de ver juntos, foram instaladas 8 módulos e obtivemos um resultado impressionante: redução de 94,6% na conta de luz. 

 

Confira:

Conta referente ao mês de Abril/15

 

 

Conta referente ao mês de Abril/16